quinta-feira, 13 de agosto de 2009

UM SÉCULO E MEIO DE BÊNÇÃOS

Publicado no boletim nº 2460 de 16 de agosto de 2009

Nesta semana, tivemos um dia de festa. Dia de comemorarmos um aniversário muito especial. Afinal de contas, 12 de Agosto é o dia do presbiterianismo nacional. Tempo de nos relembrarmos do 12 de Agosto de 1859, quando o Rev. Ashbell Green Simonton chegou ao Brasil. Nesta semana, a Igreja Presbiteriana do Brasil comemorou seus 150 anos de vida.
Contam-se nos dedos as instituições nacionais que têm um século e meio de existência: nossa Igreja está entre elas. A Igreja Presbiteriana inscreve-se num grupo seleto de organizações que moldaram a história de nosso país. Por conta disto, ao completar 100 anos, em 1959, o então presidente Juscelino Kubitschek fez questão de honrá-la no culto de gratidão a Deus. Da mesma maneira, na última quarta-feira, na mesma Catedral do Rio de Janeiro, o presidente Lula uniu-se ao povo presbiteriano para celebrar os seus 150 anos de história.
A primeira tentativa de trazer a fé reformada ao Brasil aconteceu no século XVI. Entre os anos de 1555 e 1567, os franceses implantaram uma colônia no Rio de Janeiro (chamada França Antártica). A pedido de Villegaignon – líder da comitiva francesa, vieram 12 pastores presbiterianos (enviados pelo próprio João Calvino). No entanto, a perseguição religiosa fez com que estes homens de Deus fossem mortos.
A segunda tentativa de implantar o presbiterianismo em solo brasileiro deu-se no séc. XVII. Os holandeses organizaram, entre 1630 e 1654, uma colônia no Nordeste do Brasil. A Igreja Presbiteriana (também chamada de Reformada) cresceu tanto que chegou a ser organizado o primeiro Sínodo Reformado na América, em 1635. No entanto, os holandeses foram expulsos pelos portugueses em 1654 e a fé católica voltou a ser a única expressão do cristianismo no Brasil.
Deus, entretanto, tinha um plano preparado para nosso país. A terceira tentativa de implantar o presbiterianismo foi bem sucedida. Depois da chegada de Simonton, em 1859, outros missionários norte-americanos vieram e semearam a Igreja por todos os cantos. O resultado disto podemos ver hoje: cerca de um milhão de presbiterianos espalhados em todos os Estados do Brasil.
Nós fazemos parte desta história! Por isso, unimos nossas vozes em ação de graças a Deus pela vida de Simonton e pelos 150 anos da Igreja Presbiteriana do Brasil, pedindo a Ele que nos dê forças para continuar a sublime tarefa de anunciar o Reino de Deus e construir Sua santa Igreja.


Rev. Christian Bitencourt

Um comentário:

Danilo Fernandes disse...

Ola irmão!


Queria convidar você para conhecer o meu blog, o Genizah que horas é pirado e engraçado, horas é exaltado e sério, mas é super do bem e tem como regra levar o Evangelho da Liberdade Verdadeira e a Santa Subversão de Jesus ao mundo egocêntrico e perdido nos seus valores! E, ainda dando tempo, aproveito para tirar uma onda com este pessoal que anda explorando a fé das pessoas e ainda dizendo que são cristãos... Ops!

Por minha vez, já me tornei seu seguidor.

Abraços em Cristo e Paz!

Danilo

http://www.genizahvirtual.com/